saiba mais continuar O site da Geonatlife faz uso de Cookies de modo a que possa ter a melhor experiência de utilização de todas as suas funcionalidades, não recolhendo informação pessoal. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Notícias

Batista, campeão da Europs U23

Realizou-se no dia 19 de junho de 2021, na Áustria, o Campeonato Europa de Kitzbuhel, com Ricardo Batista a sagrar-se Campeão da Europa SUB 23, ocupando a quarta posição da geral do Campeonato. Numa prova muito intensa e rápida na distância super sprint (500 metros de natação, quatro voltas de ciclismo que totalizaram 12km e ainda 3,1km de corrida), os atletas foram ao limite do esforço do início ao final da prova.

Ricardo Batista saiu na 21ª posição da água, conseguindo recuperar na primeira transição para se integrar no primeiro grupo de ciclismo: «Foi uma natação muito difícil, com muito contacto, mas consegui pedalar no primeiro grupo», explicou o novo Campeão Europeu SUB23.

Com o primeiro grupo de ciclismo constituído por cerca de 30 atletas, o percurso pouco rolante e com muitos retornos ofereceu poucas oportunidades de ultrapassagens. O Campeão Mundial em Juniores 2019 explica que ‘devido às especificidades do percurso, que incluía muitas zonas estreitas e técnicas, e tendo em conta o grande número de triatletas no ciclismo, era difícil ‘escapar’ do pelotão em que seguia’. «Na corrida dei tudo o que tinha, comecei a primeira volta deste segmento em terceiro sub-23, mas consegui recuperar na segunda volta para a primeira posição conquistando o título.» O novo Campeão Europeu afirma que «não podia estar mais contente com o resultado!»

Ricardo Batista, com apenas 20 anos, sagra-se assim Campeão da Europa SUB 23, com o tempo de 00:32:29. Na segunda posição ficou o alemão Tim Helling e Connor Bentley, da Grã-Bretanha, ocupou o terceiro lugar do pódio.

Para Paulo Antunes, treinador de Ricardo Batista, o triatleta participou em duas provas muito exigentes, com a meia final mais forte, não só pelos nomes incluídos na start list, mas também por ter sido a que acabou por andar mais rápido, com o atleta a alcançar um excelente 3.º lugar e a demonstrar excelentes indicadores para a final do Campeonato Europeu. «Os principais adversários foram perfeitamente identificados e o Ricardo conseguiu uma prestação extraordinária, gerindo de forma inteligente toda a prova.» Paulo Antunes realça a sua grande satisfação com o resultado e com o seu planeamento na gestão deste ciclo constante de provas onde Batista demonstrou uma enorme consistência.

Apesar de pódios separados, as provas da elite e SUB 23 foram realizadas em conjunto, com o suíço Max Studer a destacar-se na corrida sem dar hipótese aos seus adversários, passando com vantagem a meta em primeiro lugar e conquistando o título de Campeão da Europa em elites com a marca de 00:32:03.

Classificação

Texto: Federação de Triatlo de Portugal